domingo, 8 de abril de 2012

Alterações no pênis preocupam o sexo masculino

Dificuldade de ereção e mudança na aparência são sinais da idade.

A idade chega e com ela as mudanças no corpo. E claro, o pênis entra na lista dos sinais provocados pelo envelhecimento. Queda hormonal, dificuldade de ereção, mudança na aparência e mudança no sistema urinário sugerem que o passar dos anos irão comprometer a vida sexual masculina.

 

Mas, o que será que realmente acontece com o pênis de um homem que chegou aos 40 anos ou acima disso? As mudanças são realmente radicais? De acordo com o chefe de urologia do Hospital Orêncio de Freitas, Elder Machado, o universo masculino ainda não se acostumou com as alterações causadas pelo tempo. " Existem homens que não aceitam as mudanças do corpo. Mas, a maioria também não cuida da saúde. Vale destacar que na grande parte dos casos, os problemas acontecem devido ao descuido e a falta de cuidados médico", diz.

Outra aparência


De acordo com o urologista, existem três mudanças significativas na aparência do pênis. "Normalmente, a glande (cabeça do pênis) vai perdendo a cor púrpura, de forma gradual, em razão da redução do fluxo sanguíneo na área. Também pode ocorrer uma diminuição dos pelos pubianos, por causa da queda do hormônio testosterona", explica. "Mas, a principal mudança se dá pela perda do tônus da pele, que fica mais flácida", afirma Elder

"Existem homens que não aceitam as mudanças do corpo. Mas, a maioria também não cuida da saúde".

 

Sistema urinário

Em alguns casos, as mudanças ligadas ao pênis, também interferem no sistema urinário. E isso acontece graças ao aumento benigno da próstata. "Quando há hipertrofia da próstata, que ocorre normalmente em homens acima dos 40 anos, ela pode interferir no canal da uretra e acabar gerando problemas na hora de urinar. Diminuição do jato, vontade frequente e dificuldade ao urinar são as principais características", explica o também urologista do Hospital Samaritano Stênio de Cassio Zequi.

Existem remédios que ajudam a diminuir esse problema, porém em alguns casos, é preciso de intervenção cirúrgica. "Quando os remédios não conseguem reter o aumento da próstata ou a compressão da uretra, é necessário a realização de uma cirurgia que liberta o canal da uretra", diz o especialista.

Dificuldade de ereção

A dificuldade pode acontecer por diferentes problemas. Um deles é a diminuição da testosterona (hormônio masculino que estimula a libido ), que apresenta uma queda de 1% ao ano, quando os homens passam dos 40 anos de idade. "Na terceira-idade, o grande causador da dificuldade de ereção, sem considerar os problemas psicológicos, é o aumento gradual de gordura nas artérias. Esse fator obstrui as veias sanguíneas e impede que o sangue chegue na glande, deixando a ereção complicada e, em alguns casos, sem condições de penetração", explica Elder Machado.

Menos sensível

A sensibilidade do pênis também pode diminuir com o passar dos anos e acontece principalmente em pessoas que sofrem de diabetes ou ingerem grande quantidade de bebidas alcoólicas. "As agressões nos nervos tiram a sensibilidade do pênis e de outras regiões do corpo. O diabetes e o consumo de álcool afetam o sistema vascular e assim atingem os nervos", explica o urologista Elder Machado.

Curvatura

A curvatura do pênis acontece devido a formação de um tecido fibriótico que se instala na região com o passar do tempo. O problema é conhecido como Doença de Peyronie e costuma acometer homens acima dos 40 anos. "Ainda não existe um estudo especifico, mas acredita-se ele acontece por pequenos traumas no pênis", explica Elder Machado. "Em alguns casos, a curvatura chega a um estado que não permite a penetração e apenas o processo cirúrgico pode reverter o problema."

Fonte: Minha Vida e HomemCorpus

7 comentários:

  1. Boa tarde, descobri recente mente seu blog e já li todas as matérias, gostaria que continuasse a publica-las pois estou gostando muito

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Olá gostaria de saber o porque o meu pênis ainda não tem aquela cabeça pra fora e sim pra dentro,tenho 16anos e tbm bato muita muita punheta tem algum problema?Obrigado

    ResponderExcluir
  3. Não tem nenhuma correlação entre a cabeça para dentro e a punheta. Pode ficar sossegado e socar quantas você quiser!
    Muitos meninos sofrem de fimose, um problema que é provocado por uma pele, conhecida como prepúcio. Ela fica grudada na glande, que é a ponta do pênis. As crianças que têm fimose podem desenvolver infecções por causa da dificuldade de limpar a região. Existe ainda outro problema chamado aderência, que pode ser confundido com fimose. A aderência é simplesmente como se fosse uma colinha. O prepúcio fica grudado na glande. Já a fimose é quando o prepúcio é apertado, ao ponto de nem conseguir colocar a glande para fora. A aderência pode ser resolvida naturalmente, sem o médico, já que ela vai ceder.

    ResponderExcluir
  4. Aproveitando o tema de preocupações relacionadas ao pênis, vou falar um pouco sobre o que me aflinge, algo que é muito muito pouco tratado e conhecido aqui no Brasil, ou se é conhecido pelo menos não se fala o suficiente, mas pra mim significa muita coisa.
    Tinha esse problema de fimose, a minha glande simplesmente não saia nada do prepúcio, e com uns 13 ou 14 anos, nem lembro, fiz a circuncisão. Hoje tenho 22 e me arrependo completamente, na época eu simplesmente não sabia das consequencias e efeitos e nem meus pais; era algo aparentemente necessário.
    No início da minha vida sexual, aos 16, eu achava tudo normal e maravilhoso, muito embora demorasse muito pra gozar. Com o passar do tempo, após mais relações, reparando em pornô e leituras na internet sobre o assunto, eu fui entendendo a diferença de um pênis normal e um circuncidado. Começei a reparar em coisas que eram comuns desde a cirurgia e não notava, a minha glande não tinha mais a cor viva de antes que conseguia ver na ponta ao abaixar um pouco o prepúcio. Também noto que a sensibilidade da glande é muito pequena, quando passo a ponta dos dedos não sinto praticamente nada, e sexo oral não é lá essas coisas que eu imagina quando senti pela primeira vez; imaginei uma explosão de sentidos e pra mim nunca foi algo de extraordinário. A falta de sensibilidade é algo que realmente me incomoda, e o aspecto um pouco seco às vezes. A circuncisão retira o frênulo, o 'freio' de penis e booa parte daquela parte inicial do prepúcio, mais fina e mais sensível, então imagine você não conseguir mais descer e subir a pele até cobrir a glande e não sentir a fricção do 'freio' onde quer que você enfie seu pênis. Me senti mutilado, e me sinto ainda. Lhe tiram a parte mais sensível ao prazer do seu corpo. Então ano passado eu descobri por acaso sites americanos falando de uma tal de "foreskin restoration" (restauração de prepúcio). Não sei porque mas nos EUA é muito normal os homens fazerem essa cirurgia, mesmo não precisando, coitados, e mesmo não sendo judeus. Essa restauração não cirúrgica consiste em puxar, tracionar, esticar a pele que ainda sobrou na cirurgia de modo que ela volta, sim, a cobrir a glande. Esse processo pode ser feito manualmente, diariamente, o que pode durar mais (ou bem mais) de 2 anos para cobrir totalmente, ou um pouco menos com a ajuda de alguns instrumentos, tudo não cirúrgico. Encontrar esses sites e esse conjunto de homens lutando para terem o prepúcio de volta foi muito reconfortante e motivador, pois com essas técnicas, muito embora não se recrie o frênulo, o pênis adquire uma aparência natural, a glande coberta volta a ser mais brilhante, a sensibilidade natural dela é recuparada e o atrito da pele indo e voltando nela também.
    Infelizmente, nao encontro nada no Brasil sobre o assunto, nem local de vendas desses instrumentos que auxiliam na tração da pele, nem informações com médicos ou mesmo aparelhos em sexshops. Sigo fazendo manualmente e já vejo alguma diferença, mínima, a pele mais frouxa, descendo um pouco, já maior. Se soubesse, esse método de puxar a pele (pra cima, pros lados) poderia ter sido usado por mim desde o início, na fimose, e assim eu conseguiria descobrir a glande com o tempo e, BUUM, não precisaria ter feito a cirurgia! Jamais farei circuncisão em nenhum filho meu e nao recomendo. Gostaria que todo esse assunto de circuncisão e também de restauração fosse mais divulgado. Os sites mais úteis para mim foram o da NORM - National Organization for Restoring Men, e o Restoringforeskin.org , e espero que ajude alguém que precisa também, isso é algo sério.

    E desculpe pelo comentário tão extenso, se não for publicado, espero sinceramente que esse blog, que é na maioria dos casos muito pertinente, também aborde esse assunto em breve. abraços!

    ResponderExcluir
  5. Olá, muito obrigado pelo comentário! Em breve abordaremos o tema no blog! ;-)

    ResponderExcluir
  6. Ola Dr. Modernum, me ajuda com uma duvida, e normal quando vou lava a cabecá do pênis sintir tipo um fazer quando fosse gozar, mas em vez de gozar mija??
    Obs: tenho 16 anos, sou virgem ainda.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...