domingo, 10 de abril de 2011

O sedentarismo atrapalha a vida profissional

O mundo está cada vez mais competitivo, produtivo e profissional. Neste contexto, as pessoas se vêem cada vez mais pressionadas pela necessidade de serem os melhores, os primeiros, os mais criativos e de suportar um estresse constante.


Por todas essas mazelas do mercado de trabalho da atualidade, o sedentarismo deve ser uma questão importante a ser considerada no dia a dia, já que pode fazer um enorme estrago na saúde, na profissão e ter, inclusive, um custo elevado no seu orçamento. Há alguns anos atrás, o sedentarismo não era tema numa entrevista de emprego. Atualmente, o candidato é visto de forma mais completa, e o fato de ser sedentário não fará com que seja impedido de concorrer a um cargo.

No entanto, pode ser uma questão de desempate entre dois concorrentes. Afinal de contas, quem se exercita gere melhor o seu corpo, trabalha mais quando está fisicamente saudável, suporta uma carga maior de estresse por dia, adoece menos e, por consequência, produz mais e tem um melhor desempenho no trabalho. Além disso, uma pessoa ativa fisicamente falta menos ao trabalho e tem um perfil de conquistas, pois o indivíduo que consegue definir e atingir metas nos esportes também consegue no trabalho.

A falta de um exercício físico regular está associada em grande parte às doenças crônicas não transmissíveis, que são responsáveis por mais de 35 milhões de mortes em todo o mundo.

Confira abaixo as doenças e problemas de saúde que a prática regular de exercícios físicos ajuda a evitar, propiciando uma vida bem mais tranquila e saudável:

Doenças cardíacas e acidente vascular cerebral (AVC): a prática regular de exercícios fortalece o músculo cardíaco, aumentando os níveis de HDL (colesterol bom), diminuindo os níveis de LDL (colesterol ruim) e melhorando a circulação.

Hipertensão arterial: a atividade física pode reduzir a pressão arterial de pessoas hipertensas. Além disso, reduz a gordura corporal, que também está relacionada com níveis elevados de pressão arterial.

Diabetes: no caso de pessoas que não dependem da insulina, os exercícios físicos reduzem a gordura corporal e ajudam a prevenir e controlar a doença.

Obesidade: a atividade física ajuda a reduzir a gordura corporal e aumentar a massa muscular, provocando o aumento do consumo de calorias pelo organismo.

Dor lombar: melhorando a força muscular, a flexibilidade e a postura, a atividade física ajuda a prevenir dores lombares.

Osteoporose: os exercícios físicos favorecem a formação dos ossos e podem evitar a perda óssea associada ao envelhecimento.

Melhora da autoestima e combate ao estresse: a prática regular de exercícios melhora o humor e a autoestima graças a produção de endorfina. A atividade física pode, também, combater a depressão e a ansiedade.

Deficiências: os exercícios aeróbicos evitam o aparecimento de deficiências em pessoas com idade mais avançada.

Como se pode ver, uma pessoa fisicamente ativa são imensas, além de ser ajudar a garantir uma vida mais plena e feliz.

Fonte: Homemcorpus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...