quarta-feira, 27 de abril de 2011

A gordura abdominal é reconhecidamente um problema para a saúde

A gordura abdominal é reconhecidamente um problema para a saúde. E se você está com algum peso extra, saiba que não é o único. Ir na contramão dessa tendência é a melhor saída.

Indivíduos com gordura abdominal têm o risco aumentado para diversos problemas sérios de saúde em comparação àqueles que acumulam gordura em outras áreas do corpo. Os homens, nesse caso, saem perdendo. Ao contrário das mulheres – que de acordo com o biótipo podem acumular gordura nos quadris – eles basicamente aumentam o tamanho da circunferência abdominal”, explica Michael Jensen, endocrinologista americano e pesquisador da Mayo Clinic, nos EUA.


Entre esses problemas, lista o especialista, estão os riscos de desenvolver doenças de coração, diabetes tipo 2, síndrome metabólica, apneia do sono, aumento da incidência de acidentes vasculares cerebrais (o AVC ou o popular “derrame”), dos níveis de triglicérides, resistência à insulina e diminuição dos níveis de HDL (o colesterol “bom”).

Para saber se você está em um grupo de risco para esses problemas, a forma ideal e mais precisa é saber qual o seu Índice de Massa Corpórea (IMC), mas a circunferência do seu abdome também pode indicar se é preciso procurar um médico. Uma circunferência maior que 99 centímetros é indicativa de possíveis problemas. Para fazer essa medição, relaxe a barriga e posicione uma fita métrica logo acima da cintura (um pouco abaixo do umbigo).

A idade também influencia no aumento dessa circunferência abdominal”, diz Jensen. “A perda de músculo causado pelo envelhecimento e a diminuição da queima calórica causada por essa diminuição de massa magra podem piorar a condição, especialmente se o indivíduo não faz exercícios.

E apesar das influências genéticas, a qualidade do estilo de vida (alimentação, sedentarismo, estresse) é o principal causador desse tipo de aumento de gordura. O excesso de álcool também é outro fator agravante. Mas a “barriga de cerveja” não é determinada apenas pela ingestão da bebida, mas também pela somatória desta com os hábitos citados acima.

Para fugir do problema não existe segredo. A primeira coisa é reduzir a ingestão de calorias e a substituição de uma alimentação rica em gorduras e açúcar por uma alimentação mais saudável. Aumentar as atividades físicas é a outra constante dessa equação para uma vida mais saudável e uma diminuição do peso. Um pouco de paciência e constância nesses dois pontos é o ideal.

E após chegar a um peso ideal – e a uma circunferência abdominal abaixo do nível de risco – não desanime ou desista. A manutenção desses hábitos saudáveis ajuda a protegê-lo de uma velhice complicada.

Fonte: Homemcorpus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...