quinta-feira, 31 de março de 2011

Como (Não) Perder Uma Vaga

Não anule seu talento ao disputar uma cadeira profissional. Aqui vai a receita para você faturar o emprego dos sonhos
É um raro privilégio ver alguém fazer algo com perfeição. Michael Phelps. Tiger Woods (nos campos de golfe, pelo menos). E o sujeito que recebi para uma entrevista de emprego – e que foi um desastre perfeito. Só faltou um pedaço de papel higiênico grudado no sapato seguindo seu rastro enquanto deixava minha sala.
Primeiro, o fulano chegou atrasado. Até aí tudo bem. Todo mundo tem problemas. Mas 35 minutos? Segundo fora: não se desculpou. Não precisava cair de joelhos e se arrastar pelo carpete, um simples “Sinto muito” estaria de bom tamanho. Ainda assim, tudo isso seria perdoável se não soltasse logo de cara um “Quando eu estava em Harvard…” Bom, aí já é pisar no meu calo, e não é porque eu não fui aceito em Harvard – parece que, por lá, se faz criação desses tipos. Não fiquei nada bem impressionado.
Enquanto eu o observava, comecei a pensar que a gente comete muitos erros ao tentar conquistar uma vaga. Esse cara escorregou ao ostentar seu lado ruim antes de mostrar o bom, se é que
havia. Pois é, os erros que os caçadores de empregos cometem todos os dias são primários. Como entrevistador, às vezes tenho vontade de encostar a cabeça na mesa e chorar. Mas a única coisa que não posso fazer é me inclinar por cima daquela superfície de madeira que me separa do candidato e dizer: “Amigão, olha só por que você entrou pelo cano!”
Então acho que vou fazer isso agora.
LEIA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DE ABRIL DA MEN’S HEALTH
Acesse o Artigo original aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...